quarta-feira, 26 de julho de 2017

Quem teve a ideia de vir de carro para o trabalho, quem foi?!

Entro de férias daqui a uns dias e fiquei sem passe no final da semana passada. Por tão pouco tempo, não justificava comprar o passe de comboio, que é só assim coisa para ultrapassar os 100 €. OK, são férias escolares, não estou em período complicado no trabalho, estou sem filho, vamos de carro. Dez dias a atravessar a ponte sobre o Tejo, de manhã e à tarde.
Ainda só vou no terceiro dia e já perdi a conta ao número de vezes que amaldiçoei esta peregrina ideia! Não ganho tempo nenhum, não venho descansada, não consigo ler o meu livro, fico incontáveis minutos presa no trânsito porque há milhentos acidentezinhos pequeninos, ligeiras distrações, pessoas que vão a olhar para o lado e já estão a dar beijinho no carro da frente, fittipaldis que se metem de repente à frente dos outros, chicos-espertos que acham que as filas são para furar lá bem à frente, chateando tudo e todos. Enfim... Passaram três dias e eu já estou farta e arrependida. Sim, vou poupar dinheiro. Mas acho que estou a perder anos de vida com todo este stress. Agora é aguentar e relativizar. Mas, por favor, alguém me dê uma marretada se eu alguma vez tiver vontade de repetir a experiência, sim?


9 comentários:

  1. Felizmente não tenho passado por isso porque moro perto do meu local de trabalho e é um instantinho agora que não há aulas. Mas, durante o ano lectivo, chego a demorar 30 minutos da escola da Mini mais velha ao meu trabalho, sendo que não dista mais de dois quilómetros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É terrível, uma neura pegada! Meus ricos transportes públicos... (mas claro que também preciso do carro para ir buscar o filhote ao colégio) :)

      Eliminar
  2. Por isso é que eu sou muito mais feliz agora, que venho para o trabalho de comboio =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também! Mas é como dizes, já falta pouco!

      Eliminar
  3. estás quase a ir de férias, são só mais uns dias =)

    ResponderEliminar
  4. O pensamento deve ser nas férias! Só nas férias!!!
    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, J*, é mesmo isso! Contagem decrescente e foco no que é bom :)

      Eliminar
  5. Ui, na minha cidade os meses de Julho e Agosto são os meses de emigrantes... medoooo do trânsito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahah, medo!! Quase te faz desejar os restantes meses do ano, não? ;)

      Eliminar